Coral Vivo promove encontro de juventudes da Costa do Descobrimento para estimular o ativismo socioambiental


25/08/2022


Nos dias 12, 13 e 14 de agosto Arraial d’Ajuda (BA) sediou o Coletivo Jovem, encontro que reuniu 42 jovens que exercem papéis de destaque em diversas áreas ligadas à conservação do meio ambiente, na região da Costa do Descobrimento.

 

A terceira edição evento, promovido pelo Projeto Coral Vivo, patrocinado pela Petrobras, teve como objetivo discutir a coletividade, conexão e estimular o ativismo socioambiental.

 

Além de aulas expositivas, pesquisa de campo e estudos do meio, debates e atividades culturais, o grupo teve a oportunidade de conversar com o professor e historiador Tharles Souza e Silva sobre a região sul da Bahia; de debater com o professor Dr. Marcos Bernardes, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) sobre as questões ambientais locais com foco nas bacias hidrográficas e UCs.

 

Também participaram do encontro, o vereador Vinicius Parracho, que falou da importância de jovens ocuparem cargos políticos, e Ytapuã Aguiar, Antonia Pataxó, Dona Raposa, entre outras lideranças Pataxó, que contaram sobre a história da resistência dos povos indígenas e a importância desse povo para a conservação das matas na região.

 

As atividades do evento foram conduzidas pela educadora popular Luciana Ferreira, com apoio de Alana Marquesini, antropóloga e ativista. Durante o evento, os participantes elaboraram mapas territoriais que destacaram os atributos ambientais e equipamentos de serviço necessários para o planejamento e o manejo de ações nos locais onde vivem: Arraial d’ Ajuda, Aldeia Barra Velha, Aldeia Mata Medonha, Cabrália Caraiva, Coroa Vermelha, Corumbau, Cumuruxatiba, Porto Seguro, Santo André e Trancoso.

 

No encontro, os jovens elegeram novo nome do grupo que agora passa a se chamar Coletivo Jovem Muká Mukau (unir e reunir na língua Patxohã) e os 10 representantes que participarão do Jovem Mar, que será realizado pela Rede Biomar, em Caravelas, em setembro de 2022.

 

SOBRE O PROJETO CORAL VIVO

 

O Projeto Coral Vivo é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, e trabalha com pesquisa, educação, políticas públicas, comunicação e sensibilização para a conservação e a sustentabilidade socioambiental dos ambientes coralíneos do Brasil. Concebido no Museu Nacional/UFRJ, tem parceria com 13 universidades e institutos de pesquisa. Está vinculado ao Instituto Coral Vivo, que atua na coordenadação executiva  do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Ambientes Coralíneos (PAN Corais).

 

Além disso, o Projeto Coral Vivo integra a Rede BIOMAR, junto com os projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Golfinho Rotador e Meros do Brasil. Também patrocinados pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, eles atuam de modo complementar na conservação da biodiversidade marinha do Brasil. As ações do Projeto Coral Vivo são viabilizadas também pelo copatrocínio do Arraial d’Ajuda Eco Parque.

 

O Coral Vivo faz parte também da Rede de Conservação das Águas da Guanabara e Entorno (REDAGUA), que reúne, igualmente, projetos patrocinados pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental. A rede tem como objetivo promover a conservação da biodiversidade, prestação de serviços ecossistêmicos, restauração ambiental, pesquisa, educação ambiental, inclusão social e comunicação na região da Baía de Guanabara e entorno, sendo constituída pelos Projetos Coral Vivo, Guapiaçu, Meros do Brasil e Uçá.

 

Saiba mais nos links abaixo:

https://www.instagram.com/p/ChXEB0MMd9c/?utm_source=ig_web_copy_link

 

https://www.instagram.com/reel/ChLHpCjAH8t/?utm_source=ig_web_copy_link

OUTRAS NOTÍCIAS