Patrocínio Oficial

Sobre

Um dos ambientes mais biodiversos, frágeis e encantadores do planeta é cuidado por um movimento conservacionista no Brasil: o Projeto Coral Vivo. Ele foi fundado em 2003, pelos professores do Museu Nacional/UFRJ, Clovis Castro e Débora Pires. Atua para a conservação e uso sustentável desse ecossistema marinho por meio dos seguintes eixos temáticos principais: pesquisa, educação, turismo, políticas públicas e sensibilização, incluindo ações do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Ambientes Coralíneos (PAN Corais).

As ações colaborativas vêm de pessoas de doze universidades e institutos de pesquisa, além de parceiros e integrantes da equipe, com perfis distintos, mas tendo em comum uma dedicação genuína. Todos compartilham um ideal e cada um se transforma de alguma maneira nesse convívio. Há uma contribuição direta para a sociedade em todas as vertentes, como uma semente de esperança, buscando que todos conheçam esses ambientes especiais, se sensibilizem e percebam a importância dessa conservação para a sobrevivência na Terra.

Atualmente, a sede do Projeto Coral Vivo fica no Museu Nacional/UFRJ e a base fica no Arraial d'Ajuda Eco Parque, em Arraial d’Ajuda, Porto Seguro (BA). Entre 2006 e 2017, ficou ele passou a ficar integrado à Associação Amigos do Museu Nacional, uma organização não-governamental sem fins lucrativos voltada a apoiar as atividades e projetos do primeiro museu e casa de ciência do Brasil. Em 2013, foi criado o Instituto Coral Vivo (ICV) para abrigar o Projeto Coral Vivo e outras iniciativas voltadas especificamente para os recifes de coral e ambientes coralíneos.

A Base de Pesquisas e Centro de Visitantes do Coral Vivo no Arraial d’Ajuda Eco Parque apresenta aos visitantes do parque aquático, sem custo adicional, um aquário recifal com proposta educativa e uma trilha com informações sobre o que são os corais, os recifes de coral e sua importância. Para grupos escolares e moradores da Costa do Descobrimento, há visitas monitoradas e gratuitas agendadas previamente em horários especiais.

Já no Museu Nacional/UFRJ, atualmente, o Projeto Coral Vivo está sendo homenageado na exposição “Amigos d’O Museu: 80 Anos”. A partir de 6 de junho de 2018, o mesmo espaço abrigará uma exposição sobre o Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Ambientes Coralíneos (PAN Corais), o qual o Coral Vivo é coordenador executivo.

O Projeto Coral Vivo faz parte da Rede Biomar, de projetos de biodiversidade marinha patrocinados pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, junto com os projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Golfinho Rotador e Tamar. Conta também com o copatrocínio do Arraial d’Ajuda Eco Parque.

Conheça mais sobre a nossa trajetória pelo livro “Mergulhando no Coral Vivo”, disponível gratuitamente para download.