Patrocínio Oficial

Coral Vivo e outros 22 projetos patrocinados pela Petrobras convidam voluntários para ações do Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias

Expectativa é coletar mais de 12 toneladas de resíduos em 140km de praias de Norte a Sul do país. O Projeto Coral Vivo lidera ação no extremo Sul da Bahia somando 35km de praias

No dia 21 de setembro, sábado, o Projeto Coral Vivo irá se juntar ao movimento mundial de limpeza de praias. Com base nos resultados de atividades realizadas em anos anteriores, 23 projetos patrocinados por meio do Programa Petrobras Socioambiental esperam coletar 12 toneladas de resíduos em 140 quilômetros de praias do Pará ao Rio Grande do Sul. Além da coleta e destinação correta do lixo, a ideia é mobilizar voluntários e disseminar informações sobre os cuidados com o meio ambiente, especialmente os impactos dos resíduos descartados incorretamente na vida marinha e saúde humana. Somente no extremo Sul da Bahia, do Guaiú até Cumuruxatiba, serão aproximadamente 35 quilômetros de praias sendo limpas pelos voluntários, em ação realizada com a monitoria do Projeto Coral Vivo junto ao Coletivo Praia Limpa Costa do Descobrimento e ao Instituto Plogging Porto Seguro.

Estão envolvidos os municípios de Santa Cruz Cabrália, Porto Seguro e Prado, com mais de dez pontos de encontro. “Como ficamos numa das áreas de maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul, é essencial mobilizar e sensibilizar moradores e turistas para a importância da redução da chegada do lixo aos oceanos”, ressalta a oceanógrafa Flávia Guebert, coordenadora geral do Coral Vivo. Para essa ação, o Projeto acaba de lançar o “Guia para Lideranças de Limpeza de Praias e Outros Ambientes”. Trata-se de um passo a passo com informações para a organização de grupos, incluindo a importância de contactar órgãos públicos, sugestões para a segurança dos participantes e de como realizar a triagem do lixo, entre outros tópicos. Essa publicação online está disponível gratuitamente (Acesse aqui). Paralelamente à limpeza, o Coral Vivo irá realizar atividades lúdicas sobre o tema, com inúmeras crianças da região. É voltado para crianças de até 6 anos, e irá ocorrer entre 10h e 12h. Elas devem estar acompanhadas de responsável na Barraca de Praia Villa Zena, ao lado do Sting, na Praia dos Pescadores.

O mutirão de limpeza faz parte da Semana Mundial da Limpeza 2019. Após a coleta, separação, categorização, contagem e pesagem, os dados de todos projetos apoiados pela Petrobras serão enviados ao “Mares Limpos, ONU Meio Ambiente”. A "Ficha de Triagem" está disponível no site do Coral Vivo, e pode ser baixada agora (clique). O relatório final servirá de base para subsidiar políticas públicas voltadas ao combate do lixo marinho e para sensibilizar a sociedade para a geração e destino de resíduos sólidos.

Em 2018, na ação no extremo Sul da Bahia foram coletados 1.392,05kg de resíduos sólidos, em 424 sacos de lixo, contando com a participação de 450 voluntários de dez distritos, entre estudantes, moradores e turistas.

Segundo a ONU, estima-se que mais de oito milhões de toneladas de plástico vão parar nos oceanos todos os anos, causando danos à vida marinha e a atividades econômicas como a pesca e o turismo. Pelo fato de os oceanos serem fontes de oxigênio e de alimentos, a poluição no mar também prejudica a saúde humana. Latas, copos, garrafas e outros materiais de plástico, chinelos, bitucas de cigarro, restos de petrechos de pesca e até agulhas são alguns dos materiais que, descartados no lugar errado, vão parar no fundo do mar.

Nas redes sociais, o público pode acompanhar as ações dos projetos patrocinados pela Petrobras por meio das hashtags #JuntosPeloMeioAmbiente #MaresLimpos2019.

Confira os lugares e pontos de encontro no extremo Sul da Bahia

Os voluntários podem buscar um desses pontos de encontro. É importante levar luvas de borracha, garrafinha para beber água, usar protetor solar e boné. É sugerido que quem tiver a camiseta dessa ação do ano passado esteja vestido com ela. Veja os lugares, organizados de Norte a Sul, assim como os dias e horários:

Guaiú, Santa Cruz Cabrália (BA)

- Praia do Guaiú, na frente da sede do Grupo de Ação para o Desenvolvimento da Atividade da Pesca Artesanal Sustentável (GADAP), dia 21, sábado, às 9h.

Santo Antônio, Santa Cruz Cabrália (BA):

- Praia do Boboca, na frente da Barraca Maroca Praia, dia 21, sábado, às 9h.

Santo André, Santa Cruz Cabrália (BA):

- Praia de Santo André, na frente da Vila Criativa, dia 21, sábado, às 9h.

Santa Cruz Cabrália (BA):

Praia de Arakakaí – em frente à quadra, dia 22, domingo, às 8h.

Coroa Vermelha, Cabrália (BA):

Praia do Cruzeiro, às 15h30.

Porto Seguro (BA):

- Neptunnos, Ponta Grande, dia 21, 8h.
- Barraca Área Beach, dia 21, às 8h.
- Barraca Estrela do Mar, dia 21, às 8h.
- Barraca Jamaica, dia 21, às 8h.

Arraial d'Ajuda, Porto Seguro (BA):

- Praia dos Pescadores, na frente da Barraca do Nel, dia 21, sábado, às 9h.

- Parque Central, em frente ao Cambuí, dia 21, sábado, às 7h30.

Trancoso, Porto Seguro (BA):

- Trancoso, em frente à Associação Despertar Trancoso, dia 21, sábado, às 9h.

- Ponta de Itaquena, dia 21, sábado, às 9h.

Caraíva, Porto Seguro (BA):

- Na frente da ONG Caraíva Viva, dia 21, sábado, às 9h.

Corumbau, Prado (BA):

Praia de Corumbau, na frente da Escola Municipal Coronel José Ramos, dia 29, domingo, às 9h.

Cumuruxatiba, Prado (BA):

Cumuruxatiba, na Praça da Matriz, dia 21, às 9h.

Sobre o Projeto Coral Vivo

O Projeto Coral Vivo nasceu no Museu Nacional/UFRJ e é realizado por 14 universidades e institutos de pesquisa. Trabalha para a conservação e a sustentabilidade socioambiental dos recifes de coral e ambientes coralíneos. Ele é um dos cinco projetos ambientais que compõem a Rede de Projetos de Conservação de Biodiversidade Marinha (Biomar), criada em 2007 pela Petrobras em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e projetos patrocinados. São eles: Projeto Albatroz, Projeto Baleia Jubarte, Projeto Coral Vivo, Projeto Golfinho Rotador e Projeto Tamar.



Redação Projeto Coral Vivo.